sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

(Hoje Apetece-me!)

 

Era tarde, quase a anoitecer,

Lá estava ela no seu formoso resplandecer.

Tal como num filme, não sabemos o que vai acontecer

Do brilho que irradia do seu olhar, será que vou sobreviver?

É a luz que alumia as minhas noites e os meus dias.  

E que mesmo nos mais sombrios, me trás alegrias.

Linda e formosa, sorriso fácil e cheia de graça,

Por onde ela passa, desliza e o seu movimento tem raça

Deixa cheiro a flores e a rosas e o seu abraço me enlaça

Voz doce e cheia de melodia, que encanta o meu coração

Dança ao sabor do vento, espírito livre e solto mesmo na escuridão

 



 

quarta-feira, 26 de janeiro de 2022

Momento Final de Robert Bryndza, Alma dos Livros

 

Momento Final

ISBN 9789899054622 

Edição/Reimpressão 01-2022  

Editor: Alma dos Livros 

Idioma: Português  

Dimensões: 154 x 232 x 20 mm  

Encadernação: Capa mole  

Páginas: 304  

Tipo de Produto:  

Livro Coleção: Alma Policial  

Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Policial e Thriller

A vida tem regras. A morte tem consequências. 
                                                          Sinopse

A investigação de Kate Marshall sobre o desaparecimento de uma jornalista há quase treze anos leva-a por um caminho inesperadamente retorcido, num thriller genial e intenso.
Kate Marshall e o seu parceiro, Tristan Harper, entram no terreno quando são contratados para investigar um caso arquivado, decorrido há mais de uma década. Uma jovem jornalista chamada Joanna Duncan desapareceu depois de denunciar um caso cujo escândalo político teve grandes repercussões. O mistério nunca foi resolvido e ela nunca foi encontrada. A maior parte das pessoas seguiu em frente. Exceto a mãe de Joanna.

Quando conseguem aceder aos arquivos originais do processo, Kate e Tristan começam a seguir as pistas deixadas pela investigação anterior. Mas, ao contrário dos que lhes antecederam, descobrem entre os pertences de Joanna os nomes de mais dois outros jovens que desapareceram sem deixar rasto.
Enquanto tentam reconstituir os últimos dias destas três pessoas desaparecidas, Kate e Tristan percebem que talvez Joanna tenha descoberto algo ainda mais sinistro do que um escândalo político: a identidade de um assassino em série que se move à vista de todos sem nunca ser apanhado.

Críticas
«Uma leitura emocionante de um escritor talentoso que nunca dececiona.»
Rachel Abbott
Críticas de imprensa
«Robert Bryndza sabe como fazer os leitores revirarem as páginas.»
The Times «Depois de devorarem este livro, os leitores não vão conseguir controlar a vontade de conhecer as outras obras do autor.»
Publishers Weekly
 
Robert Bryndza é um autor bestseller internacional, conhecido pelos seus policiais atmosféricos, que venderam mais de quatro milhões de exemplares.
A sua estreia nos policiais, A Rapariga no Gelo, vendeu mais de um milhão de livros, alcançando o número um nas tabelas da Amazon no Reino Unido, Estados Unidos e Austrália tendo os direitos de tradução sido vendidos para 29 países. Publicou mais cinco romances na série Erika Foster, todos bestsellers globais.
Recentemente, criou uma nova série de policiais em torno da protagonista Kate Marshall, uma agente da polícia transformada em detetive privada. O primeiro livro, Mistério em Nine Elms, foi número um da tabela de bestsellers da Amazon USA e entrou no Top cinco da lista de bestsellers da Amazon UK, tendo os direitos de tradução da série já sido vendidos para 15 países.
Pode obter mais informações sobre ele e os seus livros em www.robertbryndza.com. 
 
                                                            Coleção Robert Bryndza
 
 


segunda-feira, 24 de janeiro de 2022

Vidas Suspensas de Ana Rita Veiga, Isabel Lima e Rodrigo Ribeiro, Chiado Books (OPINIÃO)

 

Vidas Suspensas

Sinopse

O táxi preto, agora sem condutor, avançava, imparável e veloz, pela rota fluvial, rumo ao destino lodoso da sua última corrida. O reflexo escuro e lustroso do tejadilho engolido agora em silêncio pelo espelho de água sereno era o ponto final de um percurso partilhado por histórias de almas, tão incontáveis quanto insondáveis, em que o preço por quilómetro era a unidade de medida.

 Noémia... Virou costas e caminhou em silêncio para longe dali. Na sua consciência, leve, tão leve, apenas o mantra das “mulheres capazes de viver e morrer por outrem”: “PERDOO QUALQUER ERRO... MAS A TRAIÇÃO NÃO É UM ERRO, É UMA ESCOLHA”

D. Dolores apareceu à porta onde parou sem ter coragem para entrar ... Atrás de si, Inácio espreitava, recusando-se a atender o telemóvel que não parava de tocar .... com um som que era a todos familiar “ Besame... Besame mucho.”

Tita e João permaneciam fechados no mesmo quarto da Rua Voz do Operário. Olhos vendados, mãos atadas, bocas tapadas por máscaras vermelhas.

 

 

Este livro foi-me oferecido por duas amigas. Obrigada Sónia e Patrícia pela agradável leitura que me proporcionaram 💖

Começo por enaltecer a letra do livro, que é excelente para aqueles que já tem dificuldade em ler certos livros que têm a letra muito pequenina.

A escrita é simples, dinâmica, direta, natural e clara, com estilo de sentido de humor, ironia e sátiras.

A história está envolta em vidas que se encontram em constantes conflitos de recordações na procura do Amor.

“Se todos os caminhos vão dar a Roma (Amor)”, por isso a Comporta neste momento é o caminho, e o que se passa na Comporta, fica na Comporta.

Histórias de pessoas e relações, onde se pode voltar atrás ou voltar para os braços que já nos fizeram felizes. Coragem e determinação na procura do Amor e da chave que abre as portas da felicidades.

Por detrás de todos os livros, existem lições de vida, com grandes ensinamentos de moral e bons costumes.

Todo o bom livro faz-nos refletir sobre o ser e o ter, e ficar atento ao poder das palavras numa constante aprendizagem, reviravolta e emoção. E este livro tem o poder de nos fazer refletir sobre muitas questões.

Uma narrativa com sentido de humor, faz-nos relembrar velhas fábulas e lengalengas

A escrita a três vozes estimula a memória e o nosso interesse de tal maneira, que desde a primeira à ultima página não consegui parar a sua leitura.

Adorei a maneira de falar do Osvaldo “O Je” “A Madama”, linguagem mesmo à fogareiro. Além disso, ele estava sempre lá em todas as horas, em todos os momentos precisos!

Vidas Suspensas, Vidas Intensas

Vidas de Conquista, Vidas à Vista

Vidas de Amor, Vidas com Humor

Vidas em Suspense, Vidas que Compense

Vidas Vivas, Vidas Sentidas

Vidas de Cronometragem, Vidas de Quilometragem

Vidas de Coragem, Vidas Selvagem.

Adorei o surpreendente final a vida também se escreve assim, “de trás para a frente” ou “de pernas para o ar”.

Todos os capítulos são momentos únicos, aproveitem, aprendam, vivam, sorriam... Sejam Felizes! Amem e deixem-se Amar!

“Trair e coçar é só começar……”

Os autores estão de parabéns 👏 a quanto obrigas confinamento 😀

"O jogo começa agora em 3, 2, 1......." Ação 🎥📽

 


 

ANA RITA VEIGA

Otimista praticante, planeou criteriosamente o dia em que desceu a Terra, fazendo-o coincidir, quase ao minuto, com o aniversário do seu pai. A partir daí até agora, foi tudo minuciosamente improvisado. Contas feitas aos primeiros 45 anos de uma vida cheia, onde arrisca usar a mesma pele sensível com que nasceu:

Uma licenciatura em direito, bons livros, melhores amigos, dois filhos extraordinários, um punhado de árvores plantadas na serra de Sintra e agora um livro. Haverá melhor recheio para a primeira metade de uma vida? Pelo percurso outros voos livres, que, pela falta de espaço, ficam, por ora, por contar. Talvez numa próxima obra. Quem sabe?


ISABEL LIMA

Isabel Lima, nasceu em Lisboa. Licenciou-se em Direito na Universidade Clássica da Faculdade de Lisboa. É Magistrada do Ministério Público. Paralelamente à sua carreira profissional, estudou teatro na Casa do Artista, na “Inimptus - Escola de Actores” e teatro de Improviso com “Os Improváveis” Integrou vários grupos de teatro amador.
Como hobbies tem ainda a fotografia, a decoração e a moda.

Viciada em viagens é pelo Mundo, e sempre em Londres, que se inspira para a escrita, outra das paixões, que desde cedo descobriu, e que dá agora a conhecer, pela primeira vez, ao grande público.


 

RODRIGO RIBEIRO

Um velho sábio escreveu que “O mundo é perigoso para os sonhadores”, mas como ele começou a sonhar antes da mãe o ensinar a ler, lá acabou a ser sonhador.

Os sonhos são riscos que merecem ser aceites com um sorriso na cara e, não raras vezes, até surpreendem, realizando-se contra todas as expectativas:

•De miúdo “trinca-espinhas” até atleta medalhado, passou apenas “uma arroba de anos”.

•De delegadinho de turma (a defender os “acidentes” dos colegas “maus”), até advogado do “pai-trono” (a defender os acidentes dos motociclistas “bons”), foram apenas duas décadas.

•De criança de oito anos a perguntar pela morte de Sá Carneiro na televisão a preto&branco até sentar-se, como deputado, na mesmíssima bancada deste na Assembleia da República, foram outras vinte voltas ao Sol.

Apesar de licenciado em “DISCURSAR”, preferiu fazer mestrado e doutoramento em “ESCUTAR” (porque aos seres humanos não basta “ouvir”) e só então escreveu a sua “LEI MAIS IMPORTANTE DE TODAS”, casando com uma linda mulher e sendo pai de uma linda menina Raquel que, sonha ele agora, continuará a “sonhar e a dar voltas ao Sol” bem depois dele acabar as suas.