terça-feira, 21 de novembro de 2017

JALAN JALAN uma leitura do mundo de AFONSO CRUZ, Companhia das Letras


Jalan, Jalan
Uma Leitura do Mundo
ISBN: 9789896652289
Edição ou reimpressão: 11-2017
Editor: Companhia das Letras
Idioma: Português
Dimensões: 145 x 230 x 45 mm 
Encadernação: Capa dura 
Páginas: 656
Tipo de Produto: Livro 
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance

APRESENTAÇÃO POR PEDRO MOTA E PEDRO VEIRA, NA LIVRARIA FÉRIN, DIA 6 DE DEZEMBRO, ÀS 21H

«Apesar da beleza da paisagem, dos campos de arroz, do verde omnipresente, dos templos hindus, dos macacos zangados, uma das melhores coisas que trouxe de Bali foi uma oferta do João, que me embrulhou e ofereceu uma palavra, talvez duas: Jalan significa rua em indonésio, disse-me. Também significa andar. Jalan jalan, a repetição da palavra, que muitas vezes forma o plural, significa, neste caso, passear. Passear é andar duas vezes. (…) Passear é o que fazemos para não chegar a um destino, não se mede pela distância nem pela técnica de colocar um pé à frente do outro, mas sim pelo modo como a paisagem nos comoveu ou como o voo de um pássaro nos tocou.
É um pouco como a arte, tem o valor imenso de tudo aquilo que não tem valor nenhum. Pode não ter razão, destino, objectivo, utilidade, e é exactamente aí que reside a riqueza do passeio. Não existem profissionais do passeio. Chesterton, que era um grande apologista do amador, dizia que as melhores coisas da vida, bem como as mais importantes, não são profissionalizadas.  O amor, quando é profissionalizado, torna-se prostituição.» Afonso Cruz

Sobre o livro:
O mundo, dizem, é um livro. E um livro também pode conter o mundo.
Partindo das suas muitas viagens, Afonso Cruz apresenta neste livro a sua leitura do mundo, um passeio que nos leva a lugares tão diversos como a geografia, a arte, a ciência, a filosofia, e a literatura. Partilhando com o leitor as suas experiências, sugere que façamos com ele percursos idênticos, bastando, para passear assim, dar «um passo para o lado ou usar a imaginação». O resultado poderá ser, se aceitarmos o convite, uma visão nova do mundo.

«Muitas das minhas viagens começaram pelos livros. Foram caminhos que saíram das folhas e se prolongaram para lá das estantes, das paredes da biblioteca. A viagem foi de certo modo uma corroboração da literatura, uma experiência diferente daquela que havia feito enquanto lia. Curiosamente, muitas vezes ela culmina na escrita, já que depois da viagem há o desejo ou a necessidade de solidificar a experiência, torná-la um objecto partilhável, materializar emoções, afectos, pensamentos, enfim, fazer da viagem um espaço imutável, parado, mas acessível aos outros, que com a sua própria experiência farão da leitura uma forma de viagem.»


Sobre o autor:Além de escritor, Afonso Cruz é também ilustrador, cineasta e músico da banda The Soaked Lamb. Nasceu em 1971, na Figueira da Foz, e viria a frequentar mais tarde a Escola António Arroio, em Lisboa, e a Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, assim como o Instituto Superior de Artes Plásticas da Madeira e mais de cinquenta países de todo o mundo. Já conquistou vários prémios: Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco 2010, Prémio Literário Maria Rosa Colaço 2009, Prémio da União Europeia para a Literatura 2012, Prémio Autores 2011 SPA/RTP; Menção Especial do Prémio Nacional de Ilustração 2011, Lista de Honra do IBBY – Internacional Board on Books for Young People, Prémio Ler/Booktailors – Melhor Ilustração Original, Melhor Livro do Ano da Time Out 2012 e foi finalista dos prémios Fernando Namora e Grande Prémio de Romance e Novela APE, conquistou o Prémio Autores para Melhor Ficção Narrativa, atribuído pela SPA em 2014, e o Prémio Fernando Namoro com o romance Flores.



Para Além do Impossível de C. Goncalves, Chiado Editora



Sessão de Apresentação do livro "Para Além do Impossível" de C. Goncalves, Chiado Editora, no Chiado Café Literário | Lisboa, Av. da Liberdade 180 D, Centro Comercial Tivoli Fórum - 1250-142 Lisboa. 
Dia 26 de Novembro às 14H30.



ISBN: 9789895205066
Edição ou reimpressão:
Editor: Chiado Editora
Idioma: Português
Dimensões: 140 x 218 x 24 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 372
Tipo de Produto: Livro 
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance


Sinopse
Sara é uma mulher livre, independente e igualmente solitária. Com a aproximação dos quarenta anos, agarra-se à sua profissão para atingir a sua realização pessoal e faz da sua casa o seu refúgio, da sua vida um enigma. E é essa a sua forma de viver, onde usa as suas rotinas para se sentir segura.
Quando Santiago entra na sua perfeita existência e lhe vira a vida do avesso, ela irá perceber que, por vezes, o avesso é o lado certo. Mas quando tudo parece perfeito, os acontecimentos irão mostrar-lhes que a realidade pode mudar num instante e que juntos, terão que ultrapassar as dificuldades impostas pela própria vida.

Conseguirão fintar o destino e reescrever a história à sua maneira?
Um romance que aborda as relações pessoais no emprego, a diferença de idade e a descoberta do amor sem limites.

C. Gonçalves é o pseudónimo desta contadora de histórias, apaixonada pela vida, pelos sonhos, pelas emoções e pelo amor.
Nascida em 1972 no Barreiro, onde vive desde sempre.
Integra o corpo não-docente do Instituto Superior Técnico, desde 1991.
Licenciada em Estudos Europeus, Minor em Arte, Literatura e Cultura, em 2013.

Os livros e a música sempre ocuparam um lugar de destaque na sua vida, ambos associados à expressão dos sentimentos e das emoções, como um bem essencial à sua vida e dos quais não se consegue separar.

Publica desde 2015 na sua página de Facebook, as frases soltas e os pensamentos que guardou para si ao longo do tempo.
Tem dois contos publicados; O café da minha vida (2016) e O tempo, faz de nós o que quer (2017), através da iniciativa Um livro num dia, da Chiado Editora. Para além do Impossível é o seu primeiro Romance.         









Silêncio de João Vilhena, Pedro Oliveira e António Mega Ferreira, Editora Objectiva


Silêncio
de João Vilhena, Pedro Oliveira e António Mega Ferreira 
                                             UMA EXPERIÊNCIA VISUAL E MUSICAL
ISBN: 9789896654184
Edição ou reimpressão: 11-2017
Editor: Objectiva
Idioma: Português
Dimensões: 174 x 236 x 13 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 82
Tipo de Produto: Livro

Apresentação no dia 24 de Novembro, às 18h30, no Teatro
da Politécnica, com a presença dos autores.

Sobre o livro:

Silêncio, viagens do fotógrafo - artista visual João Francisco Vilhena e do músico - compositor Pedro Oliveira; descobertas em três territórios diferentes recolhendo imagens, sons e palavras, desenhando uma linha de Norte a Sul. Um mapa imaginário de um novo mundo. A imagem de um navio adormecido na areia do deserto do Sara, o som do vento entre as pedras da Beira Alta, as palavras dos poetas ao romper da aurora no mar da Islândia. “Longe” é feito de histórias e aventuras em terras desconhecidas. Uma narrativa visual e musical, um livro/cd com música dentro das páginas habitadas por imagens. A música e as palavras marcam o espaço das imagens, a latitude e a longitude o silêncio da música. SILÊNCIO é um projeto visual e musical de João Vilhena e Pedro Oliveira, acompanhado pelas palavras de António Mega Ferreira.

Sobre os autores:

João Francisco Vilhena nasceu em Lisboa, em 1965. É fotógrafo e artista visual, trabalha com imagens e palavras. Tem exposto o seu trabalho em Portugal e no Estrangeiro. É coautor de vários livros. Está representado em coleções públicas e privadas.

Pedro Oliveira nasceu em Lisboa, em 1965. É músico, intérprete e compositor. É cofundador do grupo Sétima Legião e Cindy Kat. Trabalha com Rodrigo Leão como instrumentista e produtor musical. É membro da banda Dead Flowers

António Mega Ferreira Escritor, gestor e jornalista, António Mega Ferreira nasceu em Lisboa em 1949, estudou Direito e Comunicação Social, foi jornalista no Jornal Novo, Expresso e O Jornal, e na RTP, onde chefiou a redação da Informação do segundo canal. Foi chefe de redação do JL – Jornal de LetrasArtes e Ideias. Fundou as revistas Ler e Oceanos. Chefiou a candidatura de Lisboa à Expo’98 e foi comissário executivo da Exposição Mundial. Foi presidente da Parque Expo, do Oceanário de Lisboa e da Atlântico, Pavilhão Multiusos. De 2006 a 2012 presidiu a Fundação Centro Cultural de Belém. Atualmente, desempenha as funções de diretor executivo da AMEC/Metropolitana. Tem mais de trinta obras publicadas, entre ficção, ensaio, poesia e crónicas. Em 2001 foi-lhe atribuído o Grande Prémio Camilo Castelo Branco pelo seu livro de contos A expressão dos afectos. Na Sextante Editora publicou A blusa romenaLisboa SongRoma – Exercícios de reconhecimentoMacedo – Uma biografia da infâmiaCartas de Casanova – Lisboa 1757 e Hotel Locarno.


segunda-feira, 20 de novembro de 2017

(OPINIÃO) A Mulher do Juiz de Ann O'Loughlin, Quinta Essência

A Mulher do Juiz 
Ann O'Loughlin
Edição/reimpressão: 2017
Páginas: 304
Editor: Quinta Essência
ISBN: 9789897417900
Idioma: Português
Dimensões: 135 x 235 x 10 mm
Encadernação: Capa mole
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros em Português
Literatura > Romance 









Sinopse
Recém-chegada a Dublin após a morte do pai, um juiz duro e distante que nunca a acarinhou, Emma tem agora pela frente a tarefa de organizar os seus pertences e encerrar esse capítulo da sua vida. Está longe de imaginar que, entre livros e documentos poeirentos, vai encontrar o diário de Grace, a mãe que nunca conheceu.

Ávida por informações sobre a mulher cuja ausência a marcou desde a infância, Emma vai juntando as peças da sua vida secreta: um amor proibido com um médico indiano; um terrível escândalo, abafado com a conivência de uma tia-avó; diversas vidas destroçadas por uma simples assinatura num papel…

A pouco e pouco, a jovem descobre uma história que abarca várias décadas e continentes, desenterra segredos e - com alguma sorte - poderá ainda alterar o rumo da sua própria vida.







Uma linda e triste história de amor eterno entre Grace e Vikram!

Grace era uma linda mulher, que foi obrigada pela sua maléfica tia Violet a casar com o proeminente juiz Martin Moran para pagar as suas despesas. 
Mas o amor acontece e Grace vai-se apaixonar pelo médico indiano Vikram Fernandes de quem vai ter uma filha. Filha essa que nunca vai conhecer, pois é-lhe comunicado que tinha morrido à nascença.
Grace como dizem as expressões: "comeu o pão que o diabo amassou", "passou as passinhas do Algarve"... e tem que percorrer um longo caminho para casa. Mas será que algum dia ela conseguirá sair do sanatório (hospital psiquiátrico) onde foi colocada após o nascimento da filha?
Através de mentiras, manipulações e chantagem emocional, a tia Violet vai mudar a vida de Grace, Vikram e Martim.

Emma regressa à Irlanda após a morte de seu pai o juiz Martin Moran e vai ter que abrir caixas guardadas há 30 anos pela mãe. 
Desejosa de mais informações sobre a mãe, aquela mulher que nunca conheceu e lhe disseram que morreu quando ela nasceu, vai ser invadida por um turbilhão de pensamentos, sentimentos contraditórios e emoções após abertura das mesmas.
Que segredos guardarão aquelas caixas? 

Gostei da maneira como a autora apresenta a narrativa através de uma estrutura que separa a história por décadas e continentes e a maneira como nos transporta entre elas. Como a autora retrata as diferenças e a homofobia da época. 

Um enredo surpreendente e fascinante de leitura fácil e cativante.
Uma escrita concisa, pontuada, simples, directa, realista e envolvente.
Um livro que se lê num ápice e nos prende da primeira à última página.

Sentimentos, emoções, lágrimas e pulsações se apoderaram de mim na parte final da história
Mas como todas as histórias tem um "E viveram felizes para sempre", esta obriga-nos à leitura do livro para testemunharmos a realidade. Mas será que Emma vai descobrir a sua verdadeira identidade?

Ninguém ficará indiferente à narrativa carregada de paixão, ternura, sobrevivência, sofrimento, emoções, mentiras, chantagens, drama e segredos.
Um amor que resiste ao tempo e a todas as adversidades.

Recomendo vivamente a leitura que adorei ♥♥



Jornalista de renome há quase trinta anos, a irlandesa Ann O’Loughlin cobriu todos os grandes acontecimentos jornalísticos das últimas décadas.
Grande parte da sua carreira foi passada em jornais independentes, mas atualmente trabalha no Irish Examiner como jornalista sénior.
A Mulher do Juiz está nomeado para os prémios RoNA (Romantic Novelists' Association Awards) de 2017, na categoria de romance épico.
A escritora vive em Dublin com o marido e os filhos.




quinta-feira, 16 de novembro de 2017

NOVIDADES - O Silêncio das Filhas de Jennie Melamed, TopSeller (27-11-2017)


  • O Silêncio das Filhas
  • Autor Jennie Melamed
  • Coleção Jennie Melamed
  • ISBN 9789898869562
  • PVP 18,79 € (IVA incluído)
  • preço fixo até fim de abril de 2019
  • 1ª Edição novembro de 2017
  • Edição atual 1.ª
  • Páginas 368
  • Apresentação capa mole

  • Dimensões 150 x 230 x 20 mm    


  • Sinopse 

    Basta uma pergunta inocente.
    E nada será igual para estas raparigas.

    Vanessa, Amanda, Caitlin e Janey vivem numa ilha. Não sabem em que região do mundo nem em que ano estão, mas aprenderam que a vida lá é uma bênção comparada à das temidas Terras Devastadas — onde reina a doença e a podridão. Aquele era um lugar tão negro que os seus dez antepassados decidiram debandar e fundar uma nova sociedade com novas regras.
    Neste mundo, as mulheres e as suas filhas levam uma vida austera e controlada pelos patriarcas. O destino não lhes pertence. Apenas no verão, e enquanto crianças, é que elas são livres. Assim que a puberdade desperta, tornam-se esposas em treino nas mãos dos pais, dos maridos e dos seus governantes. Logo que deixam de ser úteis, são imediatamente descartadas, segundo os rituais da ilha.
    Todas as mulheres cumprem as regras. Até que um dia, a pequena Caitlin assiste a algo tão chocante que não consegue guardar silêncio sobre o que sente. Ela conta às outras. A palavra espalha-se. A redoma quebra-se. E então, uma pergunta paira-lhes na cabeça: será o destino delas assim tão inevitável?
    Crua, destemida e negra. A história de um culto numa ilha isolada, a que nenhum leitor ficará indiferente.
    «Uma obra que partilha o mesmo ADN de Nunca me Deixes, de Kazuo Ishiguro, e de The Handmaid's Tale, de Margaret Atwood.» — New York Times Book Review     


                          

    Jennie Melamed, norte-americana, é autora e enfermeira psiquiátrica.
    Durante o seu doutoramento, investigou os aspetos antropológicos, biológicos e culturais do abuso de crianças.





    NOVIDADES - Ariadnis de Josh Martin, TopSeller (27-11-2017)


  • Ariadnis 
  • Autor Josh Martin
  • Coleção Josh Martin
  • ISBN 9789898869623
  • PVP 17,69 € (IVA incluído)
  • preço fixo até fim de abril de 2019
  • 1ª Edição novembro de 2017
  • Edição atual 1.ª
  • Páginas 352
  • Apresentação capa mole

  • Dimensões 150 x 230 x 20 mm   


  • Sinopse  
    Nós viemos depois do cometa.
    Nós sobrevivemos à grande onda.
    Nós somos as escolhidas.

    Depois de o mundo antigo ter desaparecido, restou apenas uma ilha. Os seus habitantes formaram duas cidades, separadas por Ariadnis, uma terra divina. Mas as diferenças entre os povos de Metis e Athenas rapidamente os conduziram à guerra.

    Perturbado por este conflito, o ser divino de Ariadnis decreta que em cada uma das cidades nascerá um Escolhido. Dotados de poderes especiais, os dois Escolhidos irão confrontar-se no dia do seu décimo oitavo aniversário, num desafio mortal e misterioso que decidirá qual o povo mais digno de habitar a ilha.
    Aula e Joomia são as Escolhidas e resta-lhes apenas um ano até ao dia do grande confronto. Ambas preferiam ter uma vida normal, mas os seus destinos estão traçados, e nesta jornada não há espaço para a amizade nem tempo para o amor.

    Só uma reclamará o prémio final de Ariadnis. 

    Ideal para fãs de Os Jogos da Fome e Divergente.

     
     

    Josh Martin nasceu em 1989 e atualmente mora em Londres. Dedicou toda a sua vida à escrita e à ilustração, acalentando, desde sempre, o sonho de se tornar escritor.
    Adora literatura fantástica e heróis, preocupa-se profundamente com as questões ambientais e defende ativamente a igualdade de géneros.
    Todos estes interesses se fundiram no seu primeiro livro, Ariadnis, publicado agora em Portugal pela Topseller. 



                         

    NOVIDADES - O Mapa Que Me Leva até Ti de JP Monninger, TopSeller (27-11-2017)


  • O Mapa Que Me Leva até Ti 
  • Autor JP Monninger
  • Coleção JP Monninger
  • ISBN 9789898869616
  • PVP 18,79 € (IVA incluído)
  • preço fixo até fim de abril de 2019
  • 1ª Edição novembro de 2017
  • Edição atual 1.ª
  • Páginas 368
  • Apresentação capa mole

  • Dimensões 150 x 230 x 20 mm     

  • Sinopse

    Às vezes, uma troca de olhares pode ser o princípio do resto da tua vida.

    Heather já acabou os estudos e está prestes a aceitar uma proposta de emprego num grande banco em Manhattan. Antes disso, no entanto, decide fazer uma viagem de comboio pela Europa com as amigas. Umas férias merecidas, antes de começar a vida adulta.
    Até aqui, tudo normal, certo?
    Mas quando um rapaz chamado Jack lhe pede licença e trepa pelo seu assento no comboio para se deitar a dormir no compartimento de bagagens, Heather percebe que esta viagem talvez não vá ser tão normal assim. Chegados a Amesterdão, já são inseparáveis.
    Enquanto descobrem os canais da cidade holandesa, Jack partilha com Heather os motivos da sua viagem. Tem um velho diário, do seu avô, que refere todos os sítios aonde quer ir.
    O casal, juntamente com uma série de amigos, vai acabar por percorrer o itinerário do avô de Jack o melhor que pode.
    Mas será que Jack está a contar a Heather tudo sobre o seu passado? E será o encanto do velho continente suficiente para cimentar um amor que apareceu do nada?
    Um romance enternecedor, que vai derreter até os corações mais resistentes. Se gosta de histórias de amor e tem uma paixão por viajar, este livro é para si.      

       


    J. P. Monninger é um autor premiado e professor de Inglês na Plymouth State University, nos EUA.